Movimento

Que Primeiro de Maio foi esse?

O dia dos trabalhadores deste ano foi atípico, marcado por atos da extrema direita em apoio ao governo Bolsonaro, de um lado, e por atos das organizações reformistas com a presença de políticos que historicamente atacaram os direitos dos trabalhadores, de outro. O momento, contudo, exige radicalidade para superar as dificuldades políticas e de organização dos trabalhadores e setores explorados da sociedade.

Opinião

É preciso arrancar alegria ao futuro

O verso que estampa o título deste artigo, extraído de um poema de Vladimir Maiakovski, é um imperativo para enfrentarmos a grave situação do Brasil – uma nação sem perspectiva e sem futuro. Mas, para isso, é necessário que as organizações dos trabalhadores comecem a debater, desde já, um projeto radical, que responda aos principais problemas do povo e do país.

Política

Construir saídas com a força do povo

Na Câmara Municipal de Caxias do Sul, vereador de direita ridiculariza o povo. Defender uma saída na perspectiva dos de baixo significa romper com a ordem estabelecida e com qualquer esperança nas elites e seus representantes oportunistas e aventureiros, como o parlamentar e seu o Presidente.